08/01/2020

Lagoa Interlagos tem restante de verba garantida para urbanização

">

 

A novela da urbanização da lagoa do Interlagos, que se arrasta desde 2016 em Montes Claros, está perto de ter um fim. O sinal verde para tirar o projeto do papel foi dado pelo secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Marco Aurélio Barcelos, em vídeo ao lado do deputado Tadeu Martins Leite (MDB). Segundo ele, está garantida a liberação de mais R$ 1 milhão para levar adiante e concluir o projeto de urbanização.

“Esses recursos, que foram viabilizados por meio da emenda que o deputado (Tadeu) destinou a esse projeto antigo, finalmente vamos conseguir concluir”, afirmou Barcelos, que ressaltou o fato de a urbanização da lagoa ser um grande anseio da população de Montes Claros. “Para o final do ano não poderíamos ter notícia, ou um presente, melhor”, afirmou ao lado do deputado Tadeu Martins, que agradeceu ao secretário pelo apoio.

O dinheiro, no entanto, só pode ser liberado depois que a Prefeitura de Montes Claros iniciar as obras e prestar contas dos R$ 500 mil que já foram depositados em sua conta desde outubro de 2017 pelo Executivo estadual. Essa exigência está prevista no convênio original de R$ 1,5 milhão, feito com o governo do estado, e no aditivo assinado com o município no início de novembro deste ano. Nele, a Secretaria Municipal de Infraestrutura de Planejamento Urbano prorrogou o prazo de validade para a construção até 23 de outubro de 2020.

A expectativa do deputado Tadeu Martins Leite é que, com a confirmação dos recursos pelo governo de Minas, a prefeitura inicie as obras de imediato. “A novela da lagoa do Interlagos acaba agora. O secretário Marco Aurélio Barcelos está me dando essa boa notícia, de que o R$ 1 milhão que faltava para concluir a urbanização da lagoa do Interlagos já está resolvido através da secretaria. Agradeço a essa importante manifestação do governo para que a gente possa fazer o principal cartão-postal da cidade de Montes Claros”, afirma o parlamentar.

Ao prorrogar o contrato em novembro, o secretário de Infraestrutura e Planejamento Urbano de Montes Claros, Guilherme Augusto Guimarães Oliveira, havia afirmado que a determinação do prefeito Humberto Souto era para não dar andamento ao projeto enquanto não fossem garantidos os recursos totais para o empreendimento. O motivo seria evitar deixar obras paradas no município. 

A verba de R$ 1,5 milhão para o projeto de urbanização da lagoa foi viabilizada desde 2016 pelo deputado Tadeu Martins Leite junto ao governo de Minas. O projeto do parlamentar é transformar o local em um centro de convivência que sirva de cartão-postal para a cidade, estimulando inclusive o turismo. Para isso, estão previstas a construção de calçada, pista de corrida, ciclovia e outras ações de paisagismo. 

A contrapartida para o município pelo convênio é de R$ 118, 7 mil. Com isso, o total previsto para investimento é de R$ 1.618.715,80.

E-mail:
Whatsapp:
Cidade Atual:
FECHAR

ACOMPANHE NOSSO TRABALHO