Foto: Jairo Simões

 

O desenvolvimento de uma vacina mineira contra a Covid-19 e outras ações importantes para ajudar a reerguer os mineiros de todas as regiões atingidas pela pandemia terão um aporte de R$ 84,5 milhões. O recurso, anunciado nesta sexta-feira (13), vai financiar projetos e medidas nas áreas de saúde e assistência social com recursos definidos pela Assembleia Legislativa no acordo da Vale com o governo de Minas.

Esse aporte se soma aos valores que vão ser repassados aos 853 municípios mineiros, já contemplados com uma fatia de R$ 1,5 bilhão viabilizada por uma emenda dos deputados estaduais à proposta. O 1º secretário Tadeu Martins Leite destacou a importância do desenvolvimento de uma vacina em Minas Gerais e de apoio aos mais vulneráveis, que tiveram a situação agravada pela crise sanitária e financeira no estado.

“Trabalhamos em conjunto no Legislativo para fazer com que esses recursos, que vieram como reparação por uma tragédia-crime, cheguem a todos os mineiros. Por isso, além do auxílio às prefeituras, a Assembleia fez questão de definir contribuições para projetos de grande impacto, como a produção da vacina contra a Covid-19 e o auxílio às pessoas mais vulneráveis”, afirmou o deputado Tadeu Martins Leite.

Por iniciativa dos deputados, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) vai receber R$ 30 milhões para dar continuidade aos trabalhos de desenvolvimento e produção da Spintec. A vacina mineira contra a Covid-19, que teve promissores resultados nos testes em laboratório, aguarda a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar os estudos com humanos.

O atendimento a pessoas pobres e carentes do estado também foi contemplado. Por iniciativa da Assembleia, R$ 5 milhões irão para ações do Comitê de Acompanhamento e Monitoramento da Política Estadual para a População em Situação de Rua (PopRua-MG) e R$ 25 milhões para a Rede Cuidar, que trata de ações de assistência social.

O hospital da Baleia será contemplado com R$ 9,5 milhões e o Instituto Mário Penna com R$ 5 milhões. Outros R$ 10 milhões irão para a bolsa reciclagem.

Além dos recursos incluídos no crédito orçamentário de R$ 11 bilhões votados na Assembleia, os deputados também garantiram um auxílio de R$ 600 para as famílias com renda até R$ 89, que será pago em novembro. O recurso foi incluído no Recomeça Minas, programa de iniciativa do Legislativo para ajudar na retomada econômica do estado.